Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
PT EN FR DE ES
Página inicial > Eventos > IFES campus Vitória recebe aula inaugural do ProfEPT
Início do conteúdo da página

IFES campus Vitória recebe aula inaugural do ProfEPT

Publicado: Quarta, 09 de Agosto de 2017, 10h31 | Última atualização em Sexta, 18 de Agosto de 2017, 12h48

Veja gravação do evento, realizado nesta segunda-feira (8).

O Teatro do Campus Vitória, do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), recebeu nesta segunda-feira (7) a aula inaugural do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT). O evento simbolizou o início das aulas em todos os polos do curso no Brasil. O ProfEPT é o primeiro mestrado a ser ofertado em rede pelos institutos federais e conta com a participação, atualmente, de 18 instituições. A aula foi transmitida ao vivo pelo YouTube, acesse o link da gravação abaixo.

A solenidade teve início às 14h30 com a composição da mesa de honra, da qual fizeram parte Ricardo Paiva, diretor do Campus Vitória; Denio Arantes, reitor do Ifes; Rony Freitas, coordenador do ProfEPT e diretor de Pós-Graduação do Ifes; Eline Nascimento, secretária da Setec; Tania de Araújo-Jorge, coordenadora da área de Ensino da Capes; Márcio Có, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação do Ifes; José Pinheiro de Queiroz Neto, do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-graduação (Forpog); e José Antônio Bufon, diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo.

Ricardo Paiva deu as boas-vindas aos presentes e destacou que o início do ProfEPT é um marco para a melhoria da educação profissional em todas as esferas. Já Rony Freitas relembrou, em sua fala, a caminhada percorrida ao longo de dois anos até a aprovação do programa e a primeira oferta. Ele fez agradecimentos e destacou seu orgulho e satisfação com o trabalho realizado.

“A grande diferença dessa oferta de mestrado é que essa é uma proposta realmente concebida em rede. Todas as decisões são compartilhadas. A gente tem um desejo muito grande de que esse mestrado contribua com a sociedade naquilo que a gente faz de melhor, que é educação profissional e tecnológica. Somos uma rede respeitada por fazer boas ofertas de EPT, e alçamos agora outros patamares quando queremos nos colocar como um espaço de produção de conhecimento e pesquisa em EPT”, destacou Rony.

Para o pró-reitor Márcio Có, o ProfEPT já nasce como uma referência. “Temos outras três propostas na Rede sendo construídas e pensadas a partir desta”, apontou. Ele parabenizou a equipe envolvida e lembrou ainda o apoio da Setec e do Conif, que foi fundamental para a efetivação do programa. O diretor-presidente da Fapes, José Antônio Bufon, em seu discurso, afirmou que todo o apoio possível também será dado pela fundação ao ProfEPT.

O coordenador do Forpog, José Pinheiro, destacou a importância do programa, demonstrada pelo grande número de inscritos – foram cerca de 19 mil candidatos para as 401 vagas. “Esse é um programa que vai ajudar inclusive a reduzir as assimetrias regionais que temos na pós-graduação. Dos nossos polos, mais da metade não ficam nas capitais. É um passo importante, histórico, na Rede.” A secretária da Setec aproveitou o evento para anunciar recursos para o programa e para o próximo processo seletivo.

Em seu discurso, o reitor do Ifes, Denio Arantes, afirmou que o processo de verticalização do ensino nos institutos é fundamental. “Atender a uma demanda do tamanho dessa que está acumulada é uma honra. A gente vai ter pós-graduação em todos os campi, no Brasil inteiro, e aí então vai fazer a democracia que é necessária também na pós-graduação”, apontou. “Que esse nosso mestrado seja apenas um passo inicial de todo esse processo.”

Capes
A coordenadora da área de Ensino da Capes, Tania de Araújo-Jorge, fez uma apresentação durante a aula inaugural, falando sobre os desafios da educação no Brasil, sobre o sentido dos mestrados profissionais e sobre as avaliações dos programas de mestrado. Ela deu as boas-vindas da área de Ensino ao ProfEPT e apontou que 52% dos mestrados da área são profissionais.

Tania lembrou que o mestrado profissional habilita para o doutorado e que os programas também conduzem pesquisas aplicadas. Como recomendação para este início de jornada do programa, ela disse que deve-se conhecer os processos de avaliação e os indicadores para auxiliar no desenvolvimento do curso e dos alunos.

Após a fala de Tania, a aula inaugural contou com um momento cultural, de contação de histórias, com Nalvinha de Souza e Raquel Passos. Em seguida, o professor Dante Henrique Moura fez a palestra “Trabalho e Formação Docente na Educação Profissional”. Ele é doutor em Educação e professor no Instituto Federal do Rio Grande do Norte, onde coordena o Programa de Pós-graduação em Educação Profissional.

Em sua palestra, o professor abordou a base conceitual da educação profissional e tecnológica a partir da reflexão sobre os projetos de sociedade que estão em disputa no Brasil atual. Dante destacou que a educação tem diferentes papéis a desempenhar, podendo ser um instrumento de conformação ou uma ferramenta para a formação de indivíduos autônomos, capazes de compreender e refletir sobre a realidade.

 

Assista à gravação da aula inaugural do ProfEPT na íntegra.

registrado em:
Fim do conteúdo da página